Quer realizar o sonho da casa própria? Veja como vai funcionar o programa minha casa minha vida 2020, como se inscrever e muito mais!

Através do programa muitas famílias serão contempladas com a compra da casa nova para o ano de 2020. Vamos mostrar neste artigo como é fácil participar do programa e o que é necessário para a participação. 

Minha casa minha vida 2020 – como funcionará o programa? 

Trata-se de um programa criado pelo governo federal com o intuito de garantir que muitas famílias realizem o sonho da casa própria. Foi lançando em 2009 e desde então é muito requisitado por famílias de baixa renda. 

minha casa minha vida 2020

O programa funciona a partir de diferentes tipos de financiamentos, podendo um financiamento urbano ou em área rural. Confira as condições do programa minha casa minha vida 2020. 

-Faixa 1: destinado a famílias com renda média de no máximo R$ 1.800,00; 

-Faixa 1,5: Para famílias com renda mensal de no máximo R$ 2.600,00; 

-Faixa 2: é apenas para famílias que recebam mensalmente até R$ 4.000,00; 

-Faixa 3: renda familiar de até R$ 7.000,00 por mês. 

Habitação rural 

Para a habitação rural há divisão de grupos, confira: 

-Grupo 1: Para famílias que comprovem renda anual de até R$ 17.000,00; 

-Grupo 2: Para famílias com renda entre R$ 17.000,00 e R$ 33.000,00; 

-Grupo 3: Famílias com renda anual entre R$ 33.001,00 e R$78.000,00; 

Requisitos para o financiamento 


-Não ser inadimplente no banco de dados do governo; 

– Não estar participando de outros benéficos do governo; 

-Não estar em processo de financiamento de imóvel; 

-Não ser proprietário de residências; 

-Não possuir cadastro junto ao CADMUT (Cadastro Nacional de Mutuários); 

-Ter o cadastro do SIACI (Sistema Integrado de Administração de Carteiras Imobiliárias) atualizado. 

Cadastro no programa minha casa minha vida 

Para famílias com renda mensal menor que R$ 1.800,00 é necessário se inscrever pela prefeitura do seu município ou por uma entidade organizadora. E para familiar com renda máxima de até R$ 7.000,00 é possível contratar o programa por meio de entidades organizadoras ou contratar de forma individual. 

Após a análise dos documentos e caso aprovadas as famílias serão comunicadas a respeito do sorteio das unidades e da assinatura do contrato. 

Documentos exigidos pelo programa minha casa minha vida 

O programa avalia os documentos pessoais dos interessados e também os documentos do imóvel, confira. 

*Documentos de identificação

-RG; 

-CPF; 

-Carteira de trabalho; 

-CNH; 

-Carteira de identificação profissional com foto; 

-Comprovante de estado civil: 

-Para casados: certidão de casamento; 

-Para separados ou divorciados: certidão de casamento averbada; 

-Para solteiros: certidão de nascimento; 

-Comprovante de renda; 

-Comprovante de residência atual; 

-Declaração de contribuição do imposto de renda; 

*Documentação do imóvel: 

-Contrato de opção de compra e venda; 

-Matrícula do imóvel atualizada; 

-Certidão de logradouro fornecida pela Prefeitura. 

-Projeto e alvará de construção aprovados; 

-Matrícula da obra no INSS; 

-Documentação da obra 

-Orçamento discriminativo da obra; 

-Declaração elétrica e de esgoto; 

-Projeto ART (arquitetônico, execução e complementares); 

-Memorial descritivo do projeto com especificações técnicas; 

*Documentos de identificação do construtor ou responsável técnico: 

-Cadastro de Pessoa Física (CPF); 

-Carteira de identidade (RG); 

-Carteira do CREA. 

Conclusão

Bom pessoal, esperamos que tenham curtido as dicas e que consigam com sucesso participar desse programa habitacional que é o minha casa minha vida 2020.

Já falamos aqui em outro artigo sobre o boleto caixa habitacao que também é bem importante.

Sugestões e dicas podem ser deixadas nos comentários