Principais cuidados para quem tem quintal em casa

As vantagens de uma área verde em casa são diversas: são importantes para famílias com crianças para que elas tenham um maior contato com a natureza, garantem uma maior qualidade de vida, proporcionam novos hobbies como jardinagem e até mesmo valorizam o imóvel. Casas em Cabo Frio com quintal costumam ter maior valor agregado do que aquelas que não possuem área externa. No entanto, ter um quintal exige atenção constante. No post de hoje dividimos três áreas que podem ser as mais preocupantes no que diz respeito a cuidados: Limpeza e Jardinagem, Crianças no Quintal e Animais de Estimação no Quintal. Confira:

Limpeza e Jardinagem 

Áreas externas costumam contar com decoração feita com pisos rústicos, sejam de madeira ou pedra. Apesar de oferecerem um acabamento lindo e diferenciado, eles merecem atenção redobrada na hora da limpeza. No caso da madeira, a exposição à chuva e sol pode fazer com que ela apodreça ao longo do tempo. Portanto, lembre-se de manter o deck sempre à prova d’água, utilizando materiais apropriados, como vernizes e cuidando da manutenção. Verifique, com frequência, se alguma placa da madeira não apresenta movimentação, e se necessário, substitua as que estão deformadas. Já pisos de pedra devem ser limpos com alvejantes misturados em água, com produtos de cloro ativo ou com cristais de soda. Outra opção, que são os pisos de porcelanato, devem ser limpas com produtos próprios para o material.

Quem está em fase de construção do seu quintal, a dica que oferecemos é utilizar pisos antiderrapantes para o ar livre. Além de garantir mais segurança, ele também oferece um aspecto bonito para a decoração. No entanto, por ser mais áspero e apresentar irregularidades na superfície, pode reter mais sujeira. Para limpá-lo, basta utilizar detergente neutro e jogar água quente com um balde. Depois de 3 minutos agindo, utilize uma vassoura de cerdas duras para finalizar a limpeza. Remova o sabão com mangueira de alta pressão ou despejando água com um balde. 


Para manter sua área externa sempre limpa, sem precisar gastar muito dinheiro com produtos de limpeza, opte por produtos de fabricação caseira. Em um litro de água morna, aquecida aproximadamente a 45 graus, adicione uma colher de sopa de vinagre, uma de amônia, uma de bicarbonato de sódio e outra de ácido bórico e misture. Outra ideia é misturar agentes branqueadores, como alvejante, detergentes ou cristais de soda, com água quente, tornando a remoção da sujeira mais rápida e fácil. Na hora de limpar, seja qual for a mistura que você utilizar, deixe agindo por pelo menos cinco minutos antes de enxaguar.

Na hora da limpeza, tenha cuidado redobrado para não deixar cair sua solução em gramíneas e arbustos florestais. A maioria dos produtos não são adequados para o contato com a natureza e podem estragar desde arranjos pequenos até o jardim inteiro! Apenas produtos que são informados pelo fabricante como auxiliares na remoção de ervas daninhas podem ser aplicados de maneira controlada, seguindo as orientações do rótulo. 

 

Crianças no Jardim

jardim crianças

O contato com a natureza deve ser estimulado pois é muito benéfico para a criança, mas como a limpeza de um jardim e área externa utiliza-se de produtos e equipamentos perigosos, é preciso ter muita atenção. Se o simples contato de produtos químicos de limpeza com as plantas pode destruir um jardim inteiro, imagine o que pode acontecer se uma criança entra em contato com estes mesmos produtos! Pesticidas, herbicidas e soluções de limpeza, tanto para área externa quanto para área interna, devem ser mantidas em armários elevados, de difícil acesso aos pequenos. Quando estiver limpando a área, coloque a criança em um local seguro, mas mantenha baldes e bacias de água em posições elevadas, longe do chão. Guarde utensílios como pás, enxadas e ferramentas também em prateleiras altas ou armários trancados, para dificultar o acesso. No lado de dentro, cuide também para não levar uma planta tóxica para casa. 

Animais de Estimação no Jardim

animais de estimacao jardim

 

Animais de estimação também não estão a salvos dos perigos do jardim. Inclusive, como muitos deles possuem casinha na área externa da residência, o cuidado deve ser constante. O canil é visto pelos especialistas como a melhor opção para descanso do animal de estimação, sendo ele um espaço exclusivo com cama, comida e água. Para resistir a ação de agentes externos, como chuva e sol intenso, o material mais indicado para construção da casinha é alvenaria. Se possível, divida a área da casinha em calçada (piso áspero) e grama, proporcionando maior mobilidade. Este deve ser higienizado com frequência, assim como todos os espaços comuns da área externa, utilizando produtos apropriados. Em dias muito quentes, coloque um balde de água ou resfrie o quintal com uma mangueira, tornando-o o mais úmido possível, para que o animal não sofra tanto com o calor. Em dias frios, transfira sua cama para dentro de casa, deixando o do lado de fora apenas para tomar sol. 

Alguns detalhes que devem ser averiguados para garantir a segurança do bichinho são a existência de plantas que podem ser tóxicas para eles (e que muitas vezes não são tóxicas para seres humanos, como espada de São Jorge e azaleias) e a resistência dos portões externos. Às vezes, com apenas um pequeno descuido do tutor, o animal poderá sair de casa e sofrer um acidente. Quando os animais ainda são filhotes, sugere-se um adestramento adequado com regras para ensinar ao cãozinho quais são os limites da casa, incluindo área interna e externa, e colocando grades ou muros nas partes onde ele não deve ocupar.